Como criar um site é uma das perguntas mais comuns para quem quer se estabelecer na internet. Seja com um blog, uma loja virtual ou uma empresa online, esse processo é muito mais simples do que muitas pessoas costumam pensar.

Com o avanço das tecnologias e das plataformas de criação de sites, ter um site online não precisa levar várias horas. Muito pelo contrário: esse processo leva, na verdade, questão de minutos. Sendo mais preciso, você pode ter um site em até 10 minutos.

Isso porque, para saber como criar um site, você não precisa ser um desenvolvedor especialista em nenhuma linguagem de programação. Além disso, também não precisa comprar nem saber usar ferramentas avançadas para colocar seus projetos na internet.

A partir de agora, você vai aprender a como criar um site de uma maneira mais rápida e didática. Você vai poder usar Sistemas de Gerenciamento de Conteúdo (CMS) e construtores de sites para deixar seu site do jeito que você quer.

O Que Você Precisa Ter Antes de Criar Um Site

Saber como criar um site vai muito além de simplesmente colocar alguns elementos organizados numa página, escrever conteúdos, incluir imagens, vídeos, links e publicar seu novo material.

Antes de tudo, você precisa pensar onde vai armazenar o que você vai criar e qual será o endereço em que seu site poderá ser encontrado na rede. Estamos falando de dois serviços: hospedagem de sites e domínio.

Separamos algumas informações básicas sobre esses assuntos para você escolher corretamente. Adiantamos que você precisará pensar nos recursos que vai usar, dimensionar a evolução do seu site a longo prazo e tente criar um nome criativo para chamar a atenção dos visitantes.

Hospedagem de Sites

A hospedagem é o serviço que guarda todos os dados de um site. Ou seja, todo o conteúdo deverá ser hospedado por meio desse serviço. Ela é feita por provedores, como a WebLink, que fornece um espaço em seus servidores.

Hoje no mercado existem inúmeras opções de serviços de hospedagem de site. A diferença entre elas serão os recursos oferecidos, o suporte que cada uma oferece e o investimento que você terá que fazer.

Abaixo listamos os principais tipos de hospedagem, como funcionam e para quais negócios são mais indicadas.

  1. Hospedagem Compartilhada. É a mais usada mundialmente. Com ela, você compartilha o mesmo espaço no servidor com outros usuários. Por isso mesmo costuma ser a alternativa mais barata. É mais indicada para sites sem muito tráfego, projetos estudantis ou empresas iniciantes.
  2. VPS. O VPS (Servidor Virtual Privado) é indicado para usuários com sites que precisam suportar grande fluxo de tráfego. Inclui pequenas, médias e grandes empresas, lojas virtuais e portais de notícias.
  3. Servidor Dedicado. É o servidor mais robusto do mercado. Oferece maior suporte às ferramentas e recursos para a hospedagem. Por ser dedicado, não compartilha recursos e é indicado para grandes marcas e empreendimentos.

Domínio

Inicialmente, todo site precisa de um endereço, chamado de domínio. Esse é o nome que seu site terá. E para fazer um registo de domínio lembre-se de seguir algumas instruções básicas para que fique fácil para o seu visitante lembrar dele.

Abaixo, seguem algumas dicas de como podemos ajudar você a pensar num bom nome para seu site.

  • Antes de criar um domínio, você precisa saber primeiro se ele já existe. A pesquisa no INPI é muito importante para você não chegar a ter um nome igual ou parecido a outro. A WebLink também possui uma ferramenta de registro de domínios que lhe auxilia nesta tarefa.
  • Nomes curtos e de fácil escrita: para criar um site ele deve conter no mínimo 2 letras e no máximo 26. Quanto menor e mais fácil de memorizar ele for, melhor será para seu visitante gravá-lo e passar adiante esta informação. Pense nisso!
  • Sua marca ou seu produto pode ser o nome do seu site. Fazer esta escolha parece ser fácil, mas difícil mesmo é encontrar alternativas já que muitos sites já foram criados e muitas palavras já foram utilizadas. Mas tente ver se o nome da sua marca ou produto ainda estão disponíveis.
  • Pensar em palavras-chaves também pode ser um caminho. Existe na internet vários sites que você só preenche com o nome principal do seu produto ou marca e ele automaticamente já te mostra opções semelhantes para você utilizar.
  • Cuidado com a utilização dos números. Além de ser complicado de decorar, pode confundir a escrita em ser digitado por extenso ou no modo numeral.
  • Usar caracteres também não é uma boa pedida. São poucos usuais e torna o nome do seu site um pouco confuso.

Tipos de Sites que Você Pode Fazer

“Todo o site é igual!” É assim que a maioria dos usuários pensam. Mas isso não é verdade:  eles simplesmente desconhecem os processos para a criação de um projeto na internet. O processo de como criar um site é semelhantes em todos eles, mas todos também têm suas particularidades e finalidades. Confira alguns tipos de sites que você poderá criar.

  1. Institucional. Têm como finalidade apresentar uma marca ou empresa ao mercado. Costumam ter histórico da empresa, descrição dos serviços prestados e meios de contato. Possuem poucas páginas.
  2. Blog. Têm como objetivo divulgar ideias por meio de conteúdos e publicações frequentes. São usados tanto por empresas quanto para projetos pessoais. Por serem mais democráticos, suportam qualquer tema: culinária, jogos eletrônicos, viagens, saúde, esportes, automobilismo, tecnologias e entretenimento.   
  3. Responsivo. São pensados para serem acessados de qualquer tipo de dispositivo. Seja por meio de desktop ou móvel, possuem tecnologias de programação que permitem o ajuste da página a qualquer tela.
  4. Portal. Tem como objetivo a publicação de grande quantidade de conteúdo e em várias mídias diferentes. Tem muita frequência de novidades e materiais inéditos. Usado por grandes veículos de comunicação.
  5. E-commerce. É a loja virtual. Projetada exclusivamente para comercialização de produtos na internet. O sistema é planejado para o fechamento da venda e outras tecnologias são utilizadas para que as transações ocorram de forma segura.  

Como Criar Um Site na WebLink

Agora que você já tem uma hospedagem de qualidade e um domínio, está no caminho natural para criar seu site e disponibilizá-lo para pessoas de todo o mundo.

O próximo passo é escolher um CMS. As ferramentas de criação de sites estão tão acessíveis e dinâmicas hoje em dia que, sem exageros, qualquer pessoa pode ter um site na internet.

CMS significa Sistema de Gerenciamento de Conteúdo. Você pode pensar sobre isso como uma plataforma de construção de sites. Ele pode ser usado para criar blogs, informações ou sites de negócios, fóruns e praticamente tudo o que você pode imaginar.

Existem centenas de diferentes CMS, cada um tem suas vantagens e desvantagens. Se você está apenas começando e quer criar seu primeiro site, é recomendado escolher uma das três alternativas a seguir.

  • WordPress – O CMS mais popular do mundo. Construído para blogs, mas pode ser usado para criar qualquer tipo de website facilmente.
  • Joomla – Grande para e-commerce ou sites de redes sociais. No entanto, tem uma curva de aprendizagem ríspida.
  • Drupal – Muito poderoso, mas requer conhecimentos de CSS e HTML para ser aproveitado ao máximo.

Levando isso em conta, abaixo mostramos 3 formas de como criar um site na WebLink. Usaremos um exemplo de CMS (no caso, o WordPress), um construtor de sites e meios de aprender o básico de programação para fazer seu site do zero.

Continua…

Escrito por Andrei L / Weblink